fbpx

EUA – Gelo no consumo

Em fevereiro, os gastos pessoais com consumo caíram 1% frente o mês anterior, ficando abaixo das expectativas de -0,7%. Na comparação mensal, o PCE Price Index, índice preferido de inflação do FED, teve avanço leve de 0,2%, enquanto o Core PCE Price Index, que exclui alimentos e energia, teve alta marginal de 0,1%. Na comparação anual as altas foram de 1,6% e 1,4%, respectivamente.

Um outro ponto de destaque em fevereiro foi o recuo de 8% na renda pessoal frente a janeiro, causado pelo esgotamento dos estímulos fiscais aprovados em dezembro. Essa queda na renda, por sua vez, refletiu no consumo, que também foi afetado pelo frio intenso que atingiu algumas regiões, principalmente no sul do país.

Acreditamos que esse resultado para o consumo pessoal e a inflação seja um caso a parte tendo em vista a mudança de cenário para a economia americana no último mês. Após a aprovação do novo pacote de estímulos, a aceleração da vacinação e o relaxamento das restrições, devemos ver melhora nos indicadores de emprego, consumo e, consequentemente, a inflação deve ganhar ritmo.

 

 

Open chat
Podemos te ajudar?