fbpx

Imóveis americanos seguem bom momento

As construções de novas casas caíram 6% em janeiro e foram a 1,58 milhão, superando as expectativas de queda a 1,658 milhão. Como contraponto, as licenças de construção dispararam 10,4% e foram a 1,881 milhão, contrariando as projeções de queda de 1,5% a 1,678 milhão e marcando o maior número em mais de 14 anos.

A queda acima das expectativas nas construções de novas casas pode ser atribuída ao preço da madeira serrada, que vem apresentando forte alta. Ainda assim, o número recorde de licenças de construção volta a reforçar o sentimento de que o mercado imobiliário está muito bem consolidado na recuperação norte-americana e segue apoiado nos baixos estoques de casas e nas hipotecas em mínimas históricas. O setor deve seguir como uma das grandes frentes do país na recuperação.

Seguem os gráficos das construções de novas casas e das licenças de construção, respectivamente:

Open chat
Podemos te ajudar?