fbpx

Manufaturas americanas sofrem com escassez

O ISM PMI de Manufaturas dos Estados Unidos teve queda de 4 p.p. em abril e passou do recorde de 64,7 para 60,7, muito impactado pela escassez de insumos.

Após a aprovação do pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão e a aceleração da vacinação dos americanos, uma forte onda de demanda se desencadeou na economia americana, que, assim como outros países, enfrenta grandes disrupções nas cadeias de suprimentos e escassez de insumos, com destaque para semicondutores, itens utilizados em larga escala nas indústrias automotiva e de tecnologia, que são as principais impactadas atualmente. Como resultado, a Ford reduziu sua projeção de produção do 2T21 para a metade e a Apple informou que as vendas de iPads e Macs devem ser impactada em vários bilhões de dólares.

Além dos problemas de oferta e de preços, o setor também sofre com a escassez de trabalhadores, que em muitos casos ainda estão em suas casas cuidando de seus filhos, já que as escolas ainda não reabriram. Desse modo, começamos a notar impactos mais acentuados no setor industrial e que podem prejudicar a recuperação do país e puxar ainda mais a inflação. Apesar das expectativas ainda muito otimistas, a escassez de insumos deve permanecer como o fator mais problemático no curto prazo.

Open chat
Podemos te ajudar?