fbpx

PMIs na Alemanha mostram aceleração da retomada

Na prévia de junho, o PMI de Manufaturas alemão cresceu 0,5 ponto e foi a 64,9, contrariando expectativas de contração a 63. Entretanto, o grande destaque foi a prévia do PMI de Serviços, que passou de 52,8 para 58,1, maior número desde março de 2011. O PMI Composto, por sua vez, foi a 60,3, recorde também desde março de 2011.

O mês foi marcado pelo maior aumento no número geral de novos negócios desde janeiro de 2011, com a indústria mostrando números sólidos de novos pedidos de exportação, enquanto os serviços registraram o aumento mais acentuado nos novos trabalhos em mais de uma década.

Ademais, a inflação aos produtores seguiu avançando, liderada pelo setor de serviços, que marcou crescimento mensal recorde e um novo recorde histórico. Como consequência, a inflação aos consumidores foram a novos recordes históricos para os dois setores.

A aceleração da principal economia europeia se dá em função do aumento da vacinação e relaxamento das restrições, que viabilizaram a liberação da demanda acumulada. Além disso, o otimismo com relação aos próximos 12 meses apresentou forte avanço, principalmente nos serviços, que foram ao maior patamar desde 2000. Como contraponto, a inflação segue acelerando tanto para produtores como consumidores. Tendo em vista a retomada mais célere, acreditamos que a pressão inflacionária deve ganhar mais tração e afetar os consumidores.

Seguem os gráficos do PMI de Manufaturas e do PMI de Serviços, respectivamente:

Open chat
Podemos te ajudar?